Após encontro com parlamentares, concursados não empossados devem se reunir com secretário da Casa Civil nesta sexta-feira, 9/10

0
193

Uma comissão de professores aprovados em concursos recentes para a Uerj mas que não foram empossados se reuniu nesta quinta-feira (08/10) com o Presidente da Alerj, André Ceciliano (PT). O encontro foi promovido e intermediado pela presidente da Comissão do Trabalho da Alerj, deputada Mônica Francisco (Psol), que tem acompanhando o caso (imagem).

O Presidente da Alerj manifestou seu apoio à reivindicação dos docentes de que os concursos sigam a tramitação regular e os professores aprovados sejam nomeados e empossados. Uma reunião de emergência dos docentes com o atual Secretário da Casa Civil, Nicola Miccione, foi agendada para a sexta-feira (09/10), ainda sem horário confirmado.

A Asduerj permanece apoiando a luta destas professoras e professores. No dia dia 17 de setembro, a assessoria jurídica da Entidade oficiou o MPRJ, solicitando o desarquivamento do Termo de Ajustamento de Conduta, firmado com a Uerj, em 2015. Pelo TAC, firmado em juízo, a universidade se compromete a realizar concurso público para provimento dos cargos vagos anteriormente à sua celebração e daqueles que viessem a vagar posteriormente.

Em uma reunião com um grupo dos docentes no dia 13 de agosto, a diretoria da Asduerj reiterou que, apesar da impossibilidade de representá-los judicialmente, dará todo o apoio político possível a esta luta.

– A Asduerj busca, com isso, não só garantir a qualidade da universidade com a manutenção da oferta de disciplinas na graduação e no ensino básico (o CAp é uma das unidades mais atingidas pela suspensão das nomeações), mas atende também aos direitos de sua base social, evitando a sobrecarga de trabalho docente na universidade, em especial, no período de pandemia e cobranças por Ensino Remoto Emergencial, defendeu a presidente da seção sindical do Andes-SN, Cleier Marconsin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here