Aposentados se reúnem para cobrar um posicionamento firme da Reitoria sobre o reenquadramento

0
541

A luta para o reenquadramento dos aposentados continua. Um grande grupo de professores aposentados da Uerj compareceu na manhã desta sexta-feira (05/4) na Asduerj. Junto à diretoria da Associação, os docentes tiraram dúvidas sobre o andamento do processo de reenquadramento, e debateram a criação do “Bloco Político pelo Imediato Reenquadramento dos Aposentados”.

Após a reunião, representantes dos aposentados seguiram para o gabinete da Reitoria, para cobrar um posicionamento firme da Reitor Ruy Garcia Marques.

Pela quantidade de aposentados a reunião precisou ser transferida para a sala de aulas do pré-vestibular do Sintuperj

Apesar da Lei já ter sido promulgada em 2016, o reenquadramento nos novos níveis da carreira criados pelo dispositivo ainda não constam nas aposentadorias dos docentes da Uerj – diferentemente dos professores em atividade, que recebem o adicional desde setembro de 2018.

Durante a reunião o Reitor assegurou o seu compromisso com a pauta. “Vou me esforçar mais ainda para que isso aconteça. É um direito nosso”, assegurou o Reitor. Ruy ressaltou ainda que a ‘rearrumação’ do novo governo estadual pode ser um dos fatores que travam o andamento da pauta na Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE).

O reenquadramento dos aposentados foi objeto de questionamento jurídico pelo governo Witzel no início da sua gestão. Após receber um parecer favorável do jurídico do Rio Previdência, o processo seguiu para a PGE, e lá se encontra desde 22 de fevereiro.

O Reitor assumiu um compromisso com os docentes de marcar uma audiência com representante da PGE o quanto antes. A reunião contará com a presença de membros da Asduerj e do Bloco Político pelo Imediato Reenquadramento dos Aposentados.

O grupo de aposentados foi até à Reitoria para cobrar atitudes e medidas para resolver o imbróglio com a PGE

A conversa com a Reitoria foi considerada positiva na opinião das professoras presentes na Reunião: “Fomos bem recebidos, o reitor ouviu o que tínhamos a dizer. Entendo todo o problema da Dedicação Exclusiva, mas essa questão tem que ser um ponto central da Asduerj”, declarou a professora aposentada Ana Maria Queiroz (CAp-Uerj), ressaltando que muitos aposentados da Uerj têm problemas de locomoção por conta de problemas de saúde.

A Asduerj divulgará a data da reunião com a PGE assim que a mesma for agendada.