Asduerj se integra à campanha contra privatizações e lança movimento em defesa das universidades e do serviço público!

0
818

Entidades sindicais, movimentos sociais e mandatos de deputados estaduais e federais do Rio de Janeiro lançaram na última semana a campanha “O Rio não se vende”.

O movimento tem o objetivo de barrar o Projeto de Lei 2419/2020, que autoriza a retomada do Programa Estadual de Desestatização.

Como já informamos, o Governador Wilson Witzel encaminhou à Alerj no dia 20 de abril, em plena pandemia, o PL que requer ao legislativo autorização para privatizar ou extinguir fundações, autarquias, instituições e empresas públicas. O projeto revoga ainda o artigo 9º da Lei 7.941, que proíbe a extinção ou privatização das universidades estaduais.

O movimento “O Rio não se vende” criou um abaixo-assinado virtual contra o pacote de privatizações. Até esta teça-feira, 19/5, mais de 1300 pessoas já haviam assinado . O objetivo é chegar a pelo menos duas mil assinaturas. Para assinar, clique aqui.

Uerj Resiste na Quarentena

Integrado à campanha “O Rio não se vende”, a Asduerj está iniciando um movimento em defesa das universidade e do serviço público.

A partir dessa semana, divulgaremos permanentemente, na nossa página na Internet e nossas redes sociais, material de campanha contra a precarização e privatização dos serviços públicos. Participe, compartilhando com seus amigos e familiares.

A primeira fase desse movimento culminará com o Festival Uerj Resiste na Quarentena, no dia 13 de junho. O evento, que será transmitido em todas as plataformas da Asduerj, terá a participação de diversos artistas e movimento sociais, em defesa das universidades e do serviço público. Saiba mais, em breve.