Atos na Praça XV e na Central marcam lançamento de campanha contra Reforma Administrativa

0
166

A Asduerj participou nesta quarta-feira, 23/9, do lançamento da campanha de valorização do serviço público #VcPrecisaSaber. O evento foi promovido pelo Fórum Permanente dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Fosperj), do qual faz parte a seção sindical do Andes-SN na Uerj.

O lançamento da campanha contou com atos presenciais, realizados na Estação das Barcas da Praça XV, pela manhã, e na Central do Brasil, à tarde. Um twitaço contra a Reforma também foi convocado nas redes sociais. E, à noite, o Coletivo Projetemos divulgou frases de apoio à campanha em prédios de Copacabana e de Santa Teresa, recebendo aplausos de moradores.

A campanha pretende informar sobre as consequências desastrosas que a Reforma Administrativa (PEC 32) trará para os serviços que beneficiam diretamente a população mais pobre, como a educação e a saúde pública.

– O objetivo (da Reforma) é acabar com os serviços públicos, acabar com a saúde e a educação prestadas à população. O que querem é que a gente pague por todos os serviços, que pague por tudo, advertiu a diretora da Asduerj, Renata Gama, para os que chegavam à Central do Brasil no fim da tarde desta quarta-feira.

Pouco antes, o diretor da Asduerj Frederico Irias lembrou aos que retornavam às suas casas que os serviços públicos pertencem à classe trabalhadora. “Não são de governo nenhum, nem do PT nem do Bolsonaro. É importante que todos saibam que esse movimento não é partidário.Trata-se de ir contra mais uma reforma que retira direitos dos trabalhadores”, afirmou Irias.

Os Atos presenciais na Praça XV e na Central foram marcados por performances de artistas populares. Pela manhã, após uma panfletagem nas barcas, a manifestação se integrou ao movimento de trabalhadores terceirizados da saúde, que reclamavam atrasos nos seus salários, situação que se tornara ainda mais comum caso seja aprovada a Reforma.

Na Central, diversos movimentos populares se juntaram ao ato dos servidores, como integrantes da Casa Nem, que lutam pelo direito à moradia, e organizações que protestavam contra a precarização da educação, por meio do ensino remoto, entre outros.

Ao fim de seu pronunciamento, a diretora da Asduerj Renata Gama convidou a população a se integrar à luta contra a Reforma e a participar do ato Nacional em defesa do funcionalismo público, que acontece na próxima quarta-feira, 30 de setembro.

Veja vídeo com as imagens e os pronunciamentos do Ato na Praça XV

Veja vídeo com as imagens e os pronunciamentos do Ato na Central do Brasil