Nota da ASDUERJ sobre a intervenção do MEC no Cefet/RJ

0
914

A Diretoria da Asduerj manifesta seu repúdio à intervenção do ministro da Educação, Abraham Weintraub, no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, o Cefet/RJ ,e se solidariza com seus professores, servidores e estudantes, vítimas de mais uma arbitrariedade do governo Federal.

Nesta quinta-feira, 15/8, o ministro da Educação publicou a Portaria nº 1459, designando Maurício Aires Vieira, até então assessor de Weintraub no MEC, para exercer o cargo de Diretor-Geral pro tempore do Cefet/RJ.

A portaria do MEC baseia-se no Decreto nº 9.908, assinado por Bolsonaro em 10 de junho, alterando o decreto anterior de 2003, que disciplina o processo de escolha democrática dos dirigentes do Cefet/RJ pelos membros de sua comunidade.

Além de intervir no processo democrático da Instituição, o Decreto de Bolsonaro possibilitou a escolha do interventor dentre membros do Magistério Federal com mais de 5 anos de exercício, mesmo que estes não tenham qualquer vínculo com a instituição, num ato autoritário, sem precedentes desde o fim da ditadura militar.

A Asduerj se coloca ao lado da comunidade do Cefet/RJ, posicionando-se a favor de uma saída que dialogue com a comunidade interna, de forma que a vontade dos docentes, demais servidores e discentes seja soberana.

Diretoria da Asduerj