Assembleia da Asduerj aprova adesão à mobilização nacional pela recomposição salarial e Ato articulado ao Novembro Negro

0
233

A Asduerj promoveu na última terça-feira, 31/10, uma assembleia docente na RAV 102 da Faculdade de Comunicação Social para discutir recomposição salarial e a participação da sua base no Congresso e Grupos de Trabalho do Andes-Sindicato Nacional.

Após o debate do primeiro ponto de pauta, a assembleia aprovou por unanimidade a adesão ao ato nacional pela recomposição salarial e arquivamento definitivo da Reforma Administrativa (PEC 32/2020), marcado para o dia de 8 novembro. 

A mobilização está sendo convocada conjuntamente pelo Andes-SN, pela Fasubra e Sinasefe, para os dias 7 e 8 de novembro, e inclui na pauta o “revogaço” de medidas contra os servidores públicos, equiparação de benefícios, além da reestruturação das carreiras da educação federal.

Vote e lute!

Ao defender a participação no ato agendado para o dia 8 de novembro, a diretoria da Asduerj destacou o fato de que a Uerj estará em plena votação para seus cargos diretivos, o que torna inviável a proposição de uma paralisação na universidade. Ao fazer essa discussão, os presentes na assembleia tiveram acordo com a proposta e consideraram inviável a adesão à paralisação.

“Seria necessário ainda um maior acúmulo junto à categoria para o encaminhamento da paralisação, mesmo que não estivéssemos em processo eleitoral”, ressaltou a presidente da Asduerj, Amanda Moreira.

Foi aprovada também a convocação da categoria com o lema: no dia 8/10, vote e venha para o ato!

Novembro Negro

A Assembleia aprovou ainda a articulação da campanha salarial às manifestações de novembro, mês em que se celebra O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, 20/11.

A proposta é realizar, no dia 23/10, uma manifestação no Palácio Guanabara que demonstre ser a população preta e pobre a que mais sofre com a desvalorização do serviço público promovida pelo governo Cláudio Castro. O Ato também será um protesto contra as políticas que promovem o genocídio da população negra em nosso estado.

“O governador está dando um calote no servidor público, ao se negar a pagar a segunda parcela da recomposição salarial acordada com os servidores do estado. Já não recebemos a deste ano e tudo indica que deveremos ficar sem a terceira e última parcela, prometida para 2024, caso não haja uma forte mobilização até o ano que vem”, afirmou um dos participantes da assembleia. 

42º Congresso e Grupos de Trabalho do Andes-SN

No segundo ponto de pauta, a Assembleia debateu os preparativos para a participação da delegação da Asduerj no 42º Congresso do Andes-SN, que ocorrerá dos dias 26 de fevereiro a 1º de março de 2024, na cidade de Fortaleza (CE). O evento é a instância máxima de deliberação da categoria do Sindicato Nacional e terá como tema central “Reverter as contrarreformas, em defesa da educação, dos serviços públicos, das liberdades democráticas e direitos sociais”. 

A proposta da diretoria da Asduerj de realizar nos próximos meses reuniões para discutir o tema do Congresso foi elogiada pelo seu pioneirismo e aprovada por unanimidade.

Durante a assembleia, foram recolhidos nomes para participar do Coletivo pré-congresso, que terá, como perspectiva, realizar discussões sobre a conjuntura, movimento docente e debater o caderno de textos do congresso, considerando, inclusive, a possibilidade de elaborar uma proposta de TR (Texto Resolução) da delegação da Asduerj para ser levada, em fevereiro, à Fortaleza.

A Assembleia também iniciou a discussão para a composição de GTs locais do Andes-SN. O tema continuará a ser debatido na próxima assembleia docente.

Encontro das Estaduais do Andes-SN/RJ na Uerj

A 2ª Vice-Presidente da Regional Andes-SN/RJ, Renata Gama, anunciou na Assembleia a realização no próximo dia 24 de novembro do Encontro da Regional Rio de Janeiro, na Capela Ecumênica da Uerj. O evento terá como tema “Ataques neoliberais: privatizações, dívida pública, arcabouço fiscal, Regimes de Recuperação Fiscal e Necropolítica.

Saiba mais, em breve.

Marinalva, presente!

No início da Assembleia, houve um minuto de silêncio em homenagem à professora Marinalva Oliveira, presidente do ANDES-SN no biênio 2012-2014, que faleceu no último dia 27.

Artigo anteriorAsduerj realiza sequência de Plenárias de Base com a categoria docente da Uerj
Próximo artigoVeja a carta-compromisso firmada entre entidades e candidaturas à Reitoria da Uerj