Assembleia da Asduerj reitera importância de trabalho de base e elege delegação para o 42º Congresso do Andes-SN

0
251

A difícil conjuntura que se desenha para o próximo ano, em particular no estado do Rio de Janeiro, com um legislativo onde predominam parlamentares bolsonaristas e um executivo aliado à extrema direita foi o ponto de partida para os debates da última assembleia da Asduerj de 2023, realizada na tarde de ontem, 12/12, na sala do Pré-Vestibular do Sintuperj.

A perspectiva de aumento dos ataques à universidade pública como estratégia de promoção de políticos de extrema direita, em um ano eleitoral, foi uma das preocupações manifestadas pelos presentes, que apontaram também as dificuldades que a luta por direitos, em especial de servidores públicos, deverá enfrentar neste cenário.

Mesmo, na esfera federal, como foi destacado, ainda se trava uma disputa pelo orçamento público. Não existem garantias de que haverá pleno financiamento da educação e da saúde pública nem tampouco valorização dos servidores públicos, como demonstra a atual campanha salarial do funcionalismo federal.

Mobilização pela base

O fomento da mobilização a partir do trabalho de base, como vem buscando desenvolver a atual direção da Asduerj, foi indicado como uma ação necessária ao enfrentamento desta conjuntura. Foram dados informes sobre a última plenária de base realizada no campus da universidade na Zona Oeste, a Uerj-ZO, e anunciada uma nova série, desta vez por centros setoriais, que deverão acontecer no campus Maracanã no início do próximo período letivo.

“Priorizamos num primeiro momento as unidades externas ao campus Maracanã, como uma forma de fortalecermos a presença do sindicato nestes locais e convidarmos as e os docentes destes campi a uma participação mais efetiva na Asduerj. O mesmo foi feito nas primeiras plenárias com docentes substitutos e aposentados”, destacou a presidente da Asduerj, Amanda Moreira.

Com delegação eleita, coletivo Pré-Congresso voltará a se reunir na próxima segunda-feira, 18/12

A Assembleia desta terça-feira teve como pauta prioritária a eleição da delegação da Uerj no 42º Congresso do Andes-SN. O evento, instância máxima de deliberação do Sindicato Nacional, terá como tema central “Reverter as contrarreformas, em defesa da educação, dos serviços públicos, das liberdades democráticas e direitos sociais”.

De forma pioneira, a Asduerj vem promovendo desde o início de novembro reuniões para discutir a participação de docentes da Uerj neste importante evento. O grupo batizado de Coletivo Pré-Congresso, foi aprovado na assembleia de outubro, e voltará a se reunir na próxima segunda-feira, 18/12, às 14h, na sede da Asduerj (sala 1026, Bloco D, 1º andar do campus Maracanã). A reunião é aberta a participação de todos.

O 42º Congresso do Sindicato Nacional ocorrerá de 26 de fevereiro a 1º de março de 2024, na cidade de Fortaleza (CE).

O debate sobre a campanha salarial foi transferido para a próxima assembleia docente, que deverá ocorrer em fevereiro de 2024.

Ao término da Assembleia, a diretoria da Asduerj fez um convite ao evento de confraternização da seção sindical, que acontecerá na próxima terça-feira, 19/12, a partir das 19h, na Capela Ecumênica.

Artigo anteriorSindicatos e DCE da UFRJ convocam ato contra Ebserh
Próximo artigoObservatório Nacional da Violência contra Educadoras/es criará protocolos de atendimento às vitimas