Educação vai às ruas contra cortes de verbas e pela democracia

0
158

Sob forte chuva, uma multidão de estudantes universitários e secundaristas agitou a Avenida Rio Branco, no Centro do Rio, nessa quarta-feira, 18/10. Docentes, técnico-administrativos e outras categorias do serviço público também compareceram em número expressivo ao ato que marcou o Dia Nacional de Luta em defesa da Educação Pública e da Democracia na cidade.

O Ato foi organizado no início do mês por entidades nacionais da educação, entre elas o Andes-SN, como resposta a um novo contingenciamento no orçamento do MEC, feito por meio do decreto nº 11.216, de 30 setembro. A pressão das comunidades acadêmicas levou à revisão dos cortes, mas, segundo cálculos da Andifes, de forma insuficiente a cobrir o total de R$ 763 milhões contingenciados das universidades, cefets e institutos federais só neste ano pelo governo Bolsonaro.

O Ato também expressou uma manifestação de apoio à candidatura de Lula à presidência por diversas entidades estudantis e de trabalhadores da educação, no segundo turno das eleições. Para o presidente da Asduerj, professor Guilherme Leite, a Educação reforça nesse momento o debate sobre as condições materiais e, dessa forma, se diferencia em relação ao bolsonarismo.

Próxima Estação: Madureira

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Educa_Madureira-1024x1024.jpg

No último dia 10, a Asduerj participou de uma plenária do setor da Educação no Rio, com o tema “para derrotar Bolsonaro com Lula e com luta”. Além da organização da manifestação de ontem, o encontro pautou uma extensa agenda, com destaque para o Ato Unificado Educação na Praça em Defesa da Educação e da Democracia , que acontecerá no próximo sábado, 22/10, de 9h às 13h, em frente ao Parque Madureira.

Veja outras imagens do Ato no Centro

Saiba como foram as manifestações pelo país

Artigo anteriorPróxima Assembleia Docente será no dia 21/10
Próximo artigoAssembleia da Asduerj delibera pela saída do Andes-SN da CSP-Conlutas