Governador anuncia nova recomposição de 5,9%, mas não garante pagamento das duas parcelas restantes do reajuste de 23% conquistado em 2021

0
368

O governador Cláudio Castro anunciou na segunda-feira, 12/12, que garantirá por meio de lei aprovada na Alerj uma recomposição salarial aos servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado.

Segundo o Portal do Governo do Estado,  o percentual usado na recomposição corresponde ao IPCA acumulado entre dezembro de 2021 e novembro de 2022, que chegou a 5,9%, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pela divulgação do índice.

Não se trata, portanto, da recomposição conquistada pela luta unificada do funcionalismo estadual, em outubro de 2021, que tinha como referência a inflação acumulada no período de setembro de 2017 a dezembro de 2021, e estimada em 23%, a serem pagas em 3 parcelas anuais. Até o momento, apenas a primeira parcela correspondente a 50% desse percentual foi paga, em fevereiro último. A Asduerj entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, que não confirmou o pagamento das demais.

Em julho, durante a renegociação para o ingresso do estado no novo Regime de Recuperação Fiscal, o reajuste negociado com os servidores foi questionado pelo Ministro Paulo Guedes. O secretário estadual da Fazenda, Leonardo Lobo, reconheceu, pouco antes de assinar a adesão ao novo Regime, que, se fosse necessário, poderia rever o reajuste.

Artigo anteriorAdvir divulga novos prazos para submissão de artigos!
Próximo artigoEscândalos na Uerj: é necessário garantir mecanismos que aprofundem o controle democrático da execução do orçamento