Regional Rio do Andes-SN inaugura nova sede e articula campanha salarial conjunta das estaduais

0
262

A Regional Rio do Andes-SN está de casa nova. A sede continua no mesmo endereço (Av. Rio Branco, nª 277, sala 1408) mas foi totalmente remodelada. “Está muito bem estruturada e ainda mais aconchegante”, elogia a Presidenta da Asduerj, professora Amanda Moreira, que participou da pequena cerimônia de inauguração na última quinta-feira, 28/9 (foto acima).

Localizada numa região estratégica do Centro da cidade, próximo às estações do Metrô e do VLT, na Cinelândia, a nova sede foi pensada como um ponto de referência para o movimento docente no Rio de Janeiro. “É fruto da articulação, engajamento e iniciativa de mandatos anteriores da Regional do RJ do Andes-SN, numa decisão muito acertada de ter um espaço próprio”, comemora a 2ª Vice-Presidenta da Regional e professora da Uerj, Renata Gama.

“Ocuparmos esse espaço, com atividades, com os movimentos, fóruns e com a categoria, numa agenda de mobilização, é fundamental para o Andes-RJ”, ressalta.

Desde a inauguração, o local já abrigou vários encontros, entres estes, os dois últimos realizados pelo Fórum das Estaduais do Rio. O grupo, que congrega as seções sindicais do Andes-SN nas instituições de ensino superior do estado, é composto pela Asduerj e pela Aduenf, além da Adesfaetec, seção sindical dos docentes da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Rio de Janeiro (Faetec).

A última reunião do Fórum ocorreu na segunda-feira, 2/10 (foto abaixo), e encaminhou a criação de uma campanha conjunta de recomposição salarial, com a consigna “Cláudio Castro, valorize a educação”. Indicou ainda a ampliação da luta com outras categorias e fóruns do Rio.

Clique e veja todo os encaminhamentos do Fórum

1 – Participação de, no mínimo, duas pessoas por seção sindical para acompanhar o Fórum das Estaduais, com o objetivo de consolida o fórum e suas ações no Rio de Janeiro;

2 – Visitar os novos deputados na Alerj que ainda não estão convertidos ao bolsonarismo;

3 – Indicar às seções sindicais que proponham “Estado de Greve” em suas assembleias (ainda no mês de outubro) ;

4 – Ampliar a luta no Rio com outras categorias e fóruns;

5 – Atuar em outros fóruns de luta do RJ (Fórum por Direitos e Liberdades; Comitê de Luta Contra as Privatizações e Fórum Unificado dos Servidores Públicos);

6 – Criar uma campanha de recomposição salarial, com a consigna: “Cláudio castro, valorize a educação”;

7 – Aquecer o debate da recomposição das perdas nas bases e nas nossas assembleias a partir da realização da campanha de recomposição das perdas;

8 – Realizar uma Plenária das entidades da educação do estado do RJ no Sepe (pauta: recomposição, piso da educação, carreira, contra NEM – Novo Ensino Médio – “carreiras e direitos”), na perspectiva de construir um ato no Palácio Guanabara e uma unidade da educação no RJ;

9 – Enviar ofício à Casa Civil com entrega prevista para o dia 10/10 (11h), por uma comissão com dois ou três componentes por seção sindical

Para a próxima quinta-feira, 5/10, já está agendada uma reunião conjunta dos Grupos de Trabalhos locais do Andes-SN (GTcarreira, GTPE – Política Educacional , GTverbas, GT de política e GT formação sindical). A Asduerj convida toda a categoria a participar e informa que na próxima assembleia docente estarão abertas inscrições para ingresso nos GTs.

A Regional Rio compõe a Direção do Andes-SN e, entre suas competências, está a de representar o Sindicato Nacional, na Região de sua jurisdição, perante os Poderes Públicos, mantenedoras e administrações universitárias. É constituída pelo primeiro e segundo Vice-Presidentes Regionais, primeiro e segundo Secretários Regionais, primeiro e segundo Tesoureiros Regionais, cujo âmbito de atuação e competência se limita à área de sua Regional.

Foto da inauguração: Luiz Fernando Nabuco/Aduff

#Paratodosverem: na primeira foto, um grupo de cerca de 20 pessoas posam para foto na nova sede da Regional, algumas com os braços levantados, e outras seguram bandeiras com o símbolo do Sindicato Nacional. Na segunda foto, um grupo menor, com sete pessoas também posa para a foto na sede, segurando uma bandeira vermelha com o símbolo do Andes-SN. Fim da descrição.

Artigo anteriorPlenária de base da Asduerj com professoras/es aposentadas/os
Próximo artigoAsduerj, Sintuperj, e DCE repudiam acusações e exposição de servidores da Uerj por parlamentares