Atenção! Em defesa da integralidade da Recomposição Salarial: Tod@s à Alerj hoje, 21/12, a partir das 12h

0
289

Entrou em debate ontem, 20/12, no legislativo estadual o Projeto de Lei da recomposição de servidoras e servidores do Estado.

A Asduerj junto a representantes de outras entidades do Andes-SN e do Fosperj estiveram presentes à sessão, onde foram propostas emendas ao PL 6520/2020. Algumas destas ameaçam o pagamento das duas parcelas restantes da recomposição de 26% conquistado em 2021.

Cláudio Castro e seus aliados, entre eles bolsonaristas e antigos aliados de Sérgio Cabral, querem pagar a servidoras e servidores apenas 5,9% referente ao IPCA de 2022, descumprindo o acordo feito no ano passado. Já o governador e seu secretariado poderão receber até 60% de recomposição.

A Asduerj convida as e os docentes a comparecerem hoje à Alerj, a partir das 12h, quando o PL será ser votado.

Vamos lutar pelas emendas que garantem a integralidade da recomposição, contemplando a inflação de 2017 a 2021 e o percentual do IPCA de 2022.

Governador, respeite o acordo: 2° parcela (6,525%) + IPCA (5,9%) = 12,4%, Já!

Na mesma sessão, estará em votação o relatório final da CPI do Rio Previdência, que garante os direitos dos aposentados do Rio de Janeiro.

Veja vídeo com a vice-presidente do Andes Regional Rio sobre a votação da Recomposição para o Funcionalismo Público e votação do relatório da CPI do Rio Previdência.

Artigo anteriorEscândalos na Uerj: é necessário garantir mecanismos que aprofundem o controle democrático da execução do orçamento
Próximo artigoAlerj aprova Lei com índice de 5,9%, mas não garante integralidade da recomposição: mobilização continua!