Fórum das estaduais do Andes-SN/RJ entrega pauta de reivindicações à Secti, em dia de mobilização pela educação

0
336

A Asduerj participou nesta quarta-feira, 8/11, de uma jornada de lutas em defesa da educação e pela valorização dos serviços públicos.

As manifestações foram convocadas pelo Andes-SN, Fasubra e Sinasefe como parte da campanha salarial de profissionais da educação no âmbito federal e logo contou com a adesão de servidoras e servidores estaduais do setor, que também se encontram em luta por recomposição de perdas e valorização de suas carreiras.

No Rio de Janeiro, o Fórum das Estaduais do Andes-SN/RJ, que congrega as seções sindicais de docentes do ensino superior no estado (Asduerj, Aduenf, AdesFaectec e Adopead), participou, já pela manhã, de uma reunião com representantes da secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

O chamado Fórum das Quatro, capitaneado pela Regional Rio do Andes-SN, entregou, no encontro, uma carta ao Subsecretário de Estado de Ensino Superior, Pesquisa e Inovação, professor Edgar Leite, com a pauta unificada de docentes das três instituições de ensino superior (Uerj, Uenf e Faetec) e da educação a distância do estado. O encontro foi intermediado pelo deputado estadual professor Josemar (Psol).

Foto: Vitor Hugo Maceo

Recomposição salarial

Uma das principais reivindicações do documento é o pagamento imediato da segunda parcela da recomposição salarial acordada com o governador Cláudio Castro, que deveria ter sido paga no primeiro bimestre deste ano. A recomposição refere-se às perdas inflacionárias acumuladas entre setembro de 2017 e dezembro de 2021, segundo o índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA –, e está prevista na Lei 9.436/2021.

O documento destaca a defesa da Lei 8.267/2018, que trata da remuneração no vencimento base do Regime de Trabalho com Dedicação Exclusiva na Uerj. A Lei teve a sua constitucionalidade reiterada recentemente por decisão do órgão especial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, mas o governo do estado entrou com Embargos de Declaração contra o Acórdão.

A carta reivindica ainda o apoio da Secti ao novo Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos de docentes da Uenf, que está travado na casa Civil do Estado, o reajuste das bolsas de docentes tutores da Fundação – Cecierj e concursos públicos e dedicação exclusiva para docentes da Faetec.

Para a 1ª Vice-Presidente da Asduerj, professora Cleier Marconsin, que representou a seção sindical na reunião, o encontro foi positivo. “Saímos de lá com a promessa de um calendário de reuniões em que se possa avaliar as condições técnico-políticas para a concretização destas pautas”.

Leia o documento na íntegra

Governo, queremos respostas!

A Asduerj também esteve à tarde com o Fórum das Quatro e outras entidades representativas de servidores da educação federal e estadual no Rio de janeiro, num ato unificado da Educação no Centro da cidade. Com o bordão “Governo, queremos respostas”, os servidores se concentraram no Buraco do Lume, em frente a nova Alerj, e partiram em passeata até a Cinelândia.

Além da recomposição salarial, a manifestação reivindicou o arquivamento definitivo da Reforma Administrativa (PEC 32) e o “revogaço” de medidas contra os servidores públicos, a equiparação de benefícios e a reestruturação das carreiras da educação federal. Os servidores protestaram ainda contra o Regime de Recuperação Fiscal no estado, que implica diretamente na qualidade dos serviços públicos prestados à população.

Veja vídeo com a presidente da Asduerj no perfil da Asduerj no Instagram

Artigo anteriorVeja a carta-compromisso firmada entre entidades e candidaturas à Reitoria da Uerj
Próximo artigoPelo fortalecimento da democracia universitária