Moção de repúdio à violência contra uma militante feminista da organização argentina H.I.J.O.S

0
130

A Associação de Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Asduerj – Andes-Seção sindical), manifesta o seu repudio ao brutal ataque, de violência física, sexual e psicológica, a uma militante feminista da organização H.I.J.O.S (Hijos e Hijas por la Identidad y la Justicia contra el Olvido y el Silencio), que surgiu na década de 1990, como referente na luta pela defesa dos direitos humanos, pela memória, pela verdade histórica e contra a impunidade dos crimes de lesa humanidade da última ditadura civil-militar na Argentina, iniciada o 24 de março de 1976.

As práticas do terrorismo de Estado não foram completamente superadas nem na Argentina, nem no Brasil, nem em muitos outros países da América Latina e o Caribe, mas com a ascensão de governos neofascistas, retomam força as práticas legais e ilegais, oficiais e para-oficiais, de perseguição, intimidação e repressão, tendo como um dos seus principais alvos às mulheres militantes, o que precisa ser enfrentado tanto nacionais como internacionalmente.

É por isso, que expressamos a nossa solidariedade internacionalista, com a companheira, militante da organização H.I.J.O.S., mas também com essa organização e com o conjunto do povo trabalhador da Argentina, que mais cedo que tarde, conseguira derrocar o mal governo neofascista de Milei e da “Libertad Avanza”, eles tem medo e por isso pretendem gerar medo.

Aqui, no Brasil, a poucos dias de marcar a memória dos 60 anos do golpe civil-militar, embora alguns pretendam apagar a memória, precisamos fortalecer a nossa luta pela verdade e memória histórica, tanto do terrorismo de Estado durante a ditadura, como nas práticas genocidas que tem continuado em democracia, especialmente contra a juventude negra e favelada.

Ditadura Nunca Mais!…

Foto: Agencias // Lunes

#Paratodosverem: Paratodosverem: foto de uma passeata com uma maioria de manifestantes mulheres, que seguram faixas e cartazes. Uma das faixas tem o nome da organização H.I.J.OS. escrita em letras brancas sobre fundo preto. Fim da descrição.

Artigo anteriorRecomposição salarial: movimento unificado define continuidade da luta
Próximo artigoAsduerj e Sintuperj elencam reivindicações de docentes e técnicos em reunião no Centro de Ciências Sociais