“Não tá Normal”: avaliação ampla e democrática do PAE 2020.1 na Uerj!

0
287

Em 2017, a Asduerj fez a campanha “Não tá Normal!” pela situação vivida no período.

Hoje, embora por motivações diferentes, estamos lançando a campanha novamente. Ela tem como foco a necessidade de não naturalizarmos o que temos vivido na Universidade, uma vez que o Ensino Remoto Emergencial (ERE) não é um formato “normal”. Defendemos, assim, um amplo debate sobre o período.

Nesse caminho, trazemos duas premissas que, conforme posto na Assembleia Docente Virtual, devem orientar o debate.

A primeira é sobre a necessidade de realizarmos uma avaliação do período acadêmico 2020.1, precedendo ao planejamento do semestre 2020.2. Como pensar um próximo período sem avaliação daquele que finda? Como pensar e planejar o futuro sem análise sobre o presente? Do ponto de vista acadêmico-científico, não há planejamento sem avaliação. Então, é necessário avaliá-lo. Defendemos que, agora, é momento de iniciarmos o debate, construirmos instrumentos para a avaliação da experiência de estudantes, de docentes e de técnico-administrativos durante o PAE 2020.1. Uma das referências para essas variáveis deve ser a Resolução sobre Direitos e Garantias no trabalho e ensino remoto, aprovada no Consun.

A Asduerj está desenvolvendo a Pesquisa “Trabalho Docente na Uerj em Tempos de Pandemia”, a ser realizada em novembro, para oferecer subsídios científicos ao debate acadêmico-político sobre o período vivido pelas professoras e professores e ao planejamento de 2020.2.

A segunda premissa é que devemos conjugar essa avaliação, bem como o planejamento do futuro, com as lutas por respeito aos direitos de docentes, técnico-administrativos e estudantes da Uerj, atacados pelos sucessivos governos do estado do Rio de Janeiro. Sem esquecer que temos, atualmente, as ameaças da Reforma Administrativa, já apresentada pelo Governador em exercício à Alerj e aquela mais geral, que tramita no Congresso Nacional.

Para que o processo de avaliação não seja apenas o cumprimento de um protocolo administrativo de participação, a Asduerj está propondo que todas essas questões sejam debatidas com profundidade nos Conselhos, nos Centros Setoriais, nas Unidades Acadêmicas, nos demais componentes organizacionais administrativos e que a Asduerj, o Sintuperj, o DCE e a APG sejam convidados para o debate institucional.

A proposta, então, é construirmos a avaliação do PAE 2020.1 Uerj de forma ampla e democrática!

Artigo anteriorManifestação na Uerj denuncia exclusão decorrente do Ensino Remoto
Próximo artigoVitória! Docentes tomam posse na Uerj após 1 ano de lutas, mas 23 ainda aguardam nomeação