Proposta de reajuste salarial aprovada pelo Consun tem como base estudo solicitado pela Asduerj ao Dieese

0
108

O Conselho Universitário da Uerj aprovou na última sexta-feira, 29/7, a inclusão na Proposta Orçamentária (PO) para 2023 de uma previsão de reajuste emergencial de 20% para os trabalhadores e trabalhadoras da Uerj. A inclusão foi uma reivindicação conjunta da Asduerj e do Sintuperj.

Na PO, cujo prazo de envio ao governo acaba nesta terça-feira, 2/7, consta ainda a segunda parcela da recomposição conquistada pela luta unificada de servidores e servidoras públicos e prevista na Lei 9436/2021, com um percentual de 7% para este ano.

No ofício encaminhado ao Conselho Universitário solicitando o acréscimo do percentual emergencial, a diretoria da Asduerj reitera que a parcela do reajuste prevista e já constante na proposta orçamentária não contemplava as perdas mais recentes, muito menos a histórica defasagem salarial dos docentes da Uerj.

Segundo o relator da PO no Consun, professor Egberto de Moura, a inclusão do novo percentual teve como base o estudo solicitado pela Asduerj ao Dieese – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos – com uma análise da evolução salarial dos e das docentes no período de abril de 2001 (data em que foi conquistada a última recomposição de perdas inflacionárias) até janeiro de 2022, quando houve o pagamento da primeira parcela prevista na Lei 9436.

A Proposta Orçamentária da Uerj é um peça importante na luta pela recomposição salarial e pela garantia de financiamento público da universidade, que será travada no decorrer da tramitação da Lei Orçamentária do Estado a ser votada até dezembro na Alerj.

Artigo anteriorUrgente: Asduerj convoca docentes que se aposentaram com DE antes de 2018 para petição coletiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here