Reitoria da Uerj suspende atividades presenciais não essenciais até o final de janeiro

0
543
Fachada da Uerj

Hoje, dia 10 de janeiro de 2022, a reitoria publicou o Ato Executivo de Decisão Administrativa (AEDA) nº 003/22, pelo qual suspendeu as atividades presenciais não essenciais até dia 31 de janeiro de 2022. Segundo o documento, decisão considera a mudança do cenário epidemiológico, decorrente da circulação da variante ômicron no Rio de Janeiro, nas últimas semanas. A iniciativa ocorreu dias após a manifestação da reitoria da UFRJ, com a mesma deliberação.

A chegada dessa nova variante no país, no final do ano passado, trouxe consigo grande preocupação, tendo em vista a sua maior capacidade de transmissão. Diante de tal característica, diversos especialistas não recomendam o uso de máscaras de tecido ou cirúrgicas, pois são insuficientes para garantir a proteção contra o vírus; em seu lugar, recomendam o modelo PFF2.

Hoje, apesar do apagão de dados no Ministério da Saúde, prefeituras e governo do Estado admitem um expressivo aumento do número de casos de infecção pelo SARS-Cov-2 no Rio de Janeiro. Esse fato também tem sido observado na UERJ, haja vista a grande procura de membros da comunidade para testagem de sintomáticos e contactantes no campus Maracanã.

Desde o ano passado, a Asduerj vem demonstrando preocupação com a construção de um retorno presencial seguro para toda a comunidade da Uerj. A Asduerj acompanhou o primeiro dia do retorno presencial no campus Maracanã, conforme programado pelo AEDA nº 58/21 da Reitoria. Na ocasião, observou que, apesar do aumento da circulação de pessoas no campus nas últimas semanas, itens básicos, como materiais para higienização das mãos, eram insuficientes. Como forma de dar voz aos docentes que voltaram presencialmente, a Asduerj criou um canal de comunicação para denúncias sobre as condições para retorno presencial seguro, através do email retornoseguro@asduerj.org.br

Cabe destacar que a Asduerj contribuiu com a formulação de emenda parlamentar ao Projeto de Lei Orçamentária (LOA) de 2022, junto ao gabinete da deputada Dani Monteiro, para incremento do orçamento da UERJ especificamente para ações de preparação ao retorno presencial seguro. A emenda foi aprovada em 16 de dezembro de 2021, destinando R$200 mil para tal finalidade, incluindo equipamentos de proteção individual (EPI).

Diante do cenário epidemiológico atual, a Asduerj considera que as ações de preparação de toda a universidade para o retorno presencial seguro devem ter maior celeridade, considerando a continuidade de atividades essenciais de docentes, trabalhadores e estudantes no complexo de saúde da Uerj. Em que pese no dia 08 de dezembro de 2021 a reitoria tenha liberado três cotas do Sistema de Desembolso de Descentralizado (SIDES) para cada unidade acadêmica, a ser investido em readequações físicas e em aquisição de equipamentos de proteção individual e materiais para higienização das mãos, consideramos que tal medida ainda é insuficiente, pois não considera desigualdades entre as unidades, inclusive numéricas, bem como suas distintas necessidades e demandas.

Além disso, é premente uma pronta definição dos protocolos e fluxos de testagem de rastreamento, de afastamento de trabalhadores e estudantes, de aferição das condições físicas e ambientais, com suporte técnico para as devidas readequações que sejam necessárias, bem como o fornecimento de máscaras modelo PFF2 para toda a comunidade acadêmica.

Artigo anteriorAlerj aprova emendas ao orçamento de 2022 para retorno presencial seguro da Uerj
Próximo artigoNem Guedes, nem Cláudio Castro. As negociações em torno do Regime de Recuperação Fiscal escancaram sua crueldade