Reflexões sobre a Função da Escola Básica na Pandemia de Covid-19: a Questão da Alimentação

0
97

Bibiana Campos
Professora de Língua Portuguesa das redes públicas municipal e estadual do Rio de Janeiro
Mestra em Linguística – PPGL/Uerj; doutoranda em Linguística – PPGL/Uerj

Resumo: A pandemia de Covid-19 fez com que debates éticos e políticos sobre os mais diversos temas viessem à tona. O papel das escolas de educação básica nas sociedades neoliberais foi bastante discutido, especialmente por usuários do sistema público e por profissionais da educação. Para além das dificuldades de adaptação às exigências técnicas e metodológicas que viabilizassem a manutenção dos estudos na modalidade remota, a questão da alimentação dos estudantes foi protagonista de importante luta dos responsáveis por estudantes de escolas públicas. Este artigo pretende registrar o percurso dessa luta dos responsáveis, representados pelo Movimento de Mães, Pais e Responsáveis por Estudantes da Escola Pública Carioca – MovEM-Rio – e trazer reflexões sobre a função da escola, especialmente a pública, durante o isolamento imposto pela pandemia de Covid-19. Houve uma ampliação no entendimento de que a escola deveria “visar ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o
trabalho”, conforme o artigo 205 da Constituição de 1988.

Palavras-chave: Funções da escola básica; Alimentação de estudantes; Isolamento na pandemia de Covid-19.


REFLECTIONS ON THE FUNCTION OF THE BASIC EDUCATION IN THE COVID-19 PANDEMIC: THE ISSUE OF FOOD
Abstract: The Covid-19 pandemic has brought ethical and political debates on a wide range of topics to the fore. The role of basic education schools in neoliberal societies has been much discussed, especially by users of the public system and education professionals. In addition to the difficulties of adapting to the technical and methodological requirements that would make it possible to maintain studies in the remote modality, the issue of student nutrition was the protagonist of an important struggle for those responsible for students in public schools. This article intends to record the course of this struggle of those responsible, represented by the Movement of Mothers, Fathers and Responsible for Students of the Carioca Public School – MovEMRio – and bring reflections on the role of the school, especially the public one, during the isolation imposed by the pandemic of Covid-19. There was an expansion in the understanding that the school should “aim at the full development of the person, his preparation for the exercise of citizenship and his qualification for work”, as stated in article 205 of the Brazilian Constitution 1988.

Keywords: Functions of the basic school; Student meals; Isolation in the Covid-19 pandemic.

Artigo anteriorAs residências multiprofissionais, o SUS e a saúde mental dos residentes
Próximo artigoA vida por um fio viral: emoções e afetos no cotidiano fotografado por jovens estudantes